Andadores infantis ainda são uma causa comum de trauma

6 de abril de 2019

Andadores infantis ainda são uma causa comum de trauma

 

– Trauma relacionados a andadores infantis diminuíram significativamente depois que os padrões de segurança foram implantados nos EUA em 2010, e apesar das recomendações da sociedade/ academia de pediatria contra o uso de andadores, eles continuam a causar lesões em milhares de crianças nos EUA.

 

– Usando dados do Sistema Nacional Eletrônico de Vigilância de Lesões, pesquisadores norte-americanos estimaram que mais de 230.000 crianças menores de 15 meses foram atendidas em serviços de emergencia nos EUA para lesões relacionadas a andadores infantis entre 1990 e 2014.

 

– Cerca de 90% das lesões envolveram a cabeça ou pescoço e 75% ocorreram quando as crianças caíram de escadas em um andador. A queda de um lactente fora do andador foi o segundo mecanismo mais comum de lesão, representando 14,7% das lesões.

 

– Esses dados apóiam o apelo da Academia Americana de Pediatria (e também da Sociedade Brasileira de Pediatria) para proibir/banir os andadores infantis.

 

REFERENCIA: https://pediatrics.aappublications.org/content/142/4/e20174332

Pediatrics. October 2018, VOLUME 142 / ISSUE 4
Infant Walker–Related Injuries in the United States
Ariel Sims, Thitphalak Chounthirath, Jingzhen Yang, Nichole L. Hodges, Gary A. Smith