Novas diretrizes para o diagnóstico da doença celíaca pediátrica – Sociedade Europeia de Gastroenterologia, Hepatologia e Nutrição Pediátrica

27 de fevereiro de 2020

Novas diretrizes para o diagnóstico da doença celíaca pediátrica – Sociedade Europeia de Gastroenterologia, Hepatologia e Nutrição Pediátrica (ESPGHAN)

 

  •  O documento da ESPGHAN relembra que a doença celíaca é subdiagnosticada devido à apresentação variada de sinais e sintomas clínicos, devendo ser suspeitada na presença de sinais e sintomas gastrointestinais – diarréia crônica ou intermitente, constipação, dor abdominal, distensao abdominal, náusea /vômitos recorrentes; sintomas extra-intestinais variados – perda de peso, deficit pondero-estatural, atraso puberal, irritabilidade, fadiga, neuropatia, artrite/artralgia, anemia crônica por deficiência de ferro, mineralização óssea reduzida, aftas recorrentes,  dermatite herpetiforme, defeitos no esmalte dental, bioquímica hepática anormal; e em condições específicas de risco aumentado da doença – antecedente familiar primeiro grau, condições auto-imunes como DM1, sindrome de Down, sindrome de Turner, deficiência de IgA, dentre outras.
  • Segundo a ESPGHAN, o diagnóstico de doença celíaca  pode ser preciso e estabelecido com segurança com ou sem biópsias duodenais, se seguindo recomendações apropriadamente.
  • Testes para IgA total e IgA anti-translutaminae devem ser usados para crianças com suspeita de doença celíaca. Em crianças com valores séricos normais de IgA para a idade, a IgA-antitransglutaminase deve ser usado, independentemente da idade. Em crianças com valor de IgA total baixo, um teste baseado em IgG precisa ser usado como segundo passo.
  • Endoscopia com biópsias duodenais devem ser realizada em crianças com IgA-antitransglutaminase positivo, mas títulos mais baixos (<10 vezes limite do normal). Os pacientes devem ter ≥4 biópsias do duodeno distal e ≥1 do bulbo, durante uma dieta contendo glúten.
  • A avaliação das biópsias deve ser realizada em biópsias em orientação apropriada. Em casos de resultados discrepantes entre IgA-antitransglutaminase e histopatologia, reavaliação  da  biópsia e/ou segunda opinião de um patologista experiente devem ser solicitados.
  • Uma abordagem sem biópsia é apropriada para crianças com valores de IgA-antitransglutaminase ≥10 vezes o limite superior e anticorpos anti-endomisiais (IgA) positivo em segunda amostra.
  • Testes de HLA e presença de sintomas não são obrigatórios para um diagnóstico sem biópsia.
  • Para diagnóstico de doença celíaca  sem biópsia, a concentração sérica de IgA-antitransglutaminase> 10xo limite superior da normalidade deve ser obrigatória.
  • Pacientes com deficiência de IgA e que são positivo para um teste sorológico baseado em IgG deve ser biopsiados.
  • “Doença Celíaca em potencial”: pacientes com IgA-antitransglutaminase e anti-endomisio positivo e sem alterações histológicas . No entanto, esses resultados podem ser devido à baixa ingestão de glúten antes das biópsias, erro de amostragem. Requer vigilância clínica e laboratorial (sorologia, biópsias adicionais) para monitorar a possível evolução atrofia das vilosidades e encaminhamento para especialista com experiência em doença celíaca  para acompanhamento.

 

 

FONTE:

Clinical Advice Guides – European Society for Paediatric Gastroenterology, Hepatology and Nutrition (ESPGHAN) – New Guidelines for the Diagnosis of Paediatric Coeliac Disease

 

————————————————————————————————————————————
“DISCLAIMER”/ aviso legal: o objetivo dessa página é compartilhar conhecimento médico, visando um público alvo de médicos, pediatras, gastroenterologistas pediátricos, estudantes de medicina. Os conteúdos refletem o conhecimento do tempo da publicação e estão sujeitos a interpretação da autora em temas que permanecem controversos.
A linguagem é composta de linguagem/jargões médicos, uma vez que não visa o público de pacientes ou pais de pacientes. O conteúdo dessa página não pode  substituir uma consulta médica.
As indicações e posologia de medicamentos podem mudar com o tempo, assim como algumas apresentações ou drogas podem ser retiradas do mercado.
Em caso de dúvida relacionada ao conteúdo ou se algum dado incorreto foi identificado, entre em contato!