Hipotireoidismo como causa de baixa estatura

4 de agosto de 2017

Hipotireoidismo como causa de baixa estatura

 

– O hormônio tireoidiano não tem ação no crescimento fetal (portanto não atribuir restrição do crescimento uterino unicamente a hipotireoidismo congênito), mas é fundamental para o crescimento pós natal, atuando na secreção do hormônio de crescimento e diretamente na cartilagem óssea.

 

– O hipotireoidismo pode ser congênito ou adquirido; primário – por alteração tireoidiana, secundário – por alteração hipofisária, ou terciário – por alteração hipotalâmica. Hipotireoidismo secundário e terciário são também denominados “hipotireoidismo central”.

 

– O hipotireoidismo congênito acomete 1:3.500 a 1:4.000 nascidos vivos, sendo mais frequentemente causado por disgenesia tiroidana, sobretudo ectopia. Em geral é diagnosticado a partir da triagem neonatal. Se tratado precocemente, permite crescimento e evolução puberal normais, sem alterar estatura final.

 

– Já no hipotireoidismo adquirido, a manifestação clínica mais comum é a redução de velocidade de crescimento. Nesse caso, pode comprometer a estatura final se diagnosticado tardiamente. Pode nos casos mais graves determinar baixa estatura desproporcionada, atraso na maturação óssea, atraso puberal. Hipotiroidismo primário de longa duração pode determinar mixedema (raro em pediatria) e paradoxalmente, puberdade precoce. A causa mais frequente de hipotireoidismo adquirido é a tireoidite de Hashimoto, mais frequente no sexo feminino e com pico de incidência na puberdade.

 

– O diagnóstico é avaliado pela dosagem de TSH e T4L.

. No hipotireoidismo primário: TSH elevado, T4L normal ou baixo.

. No hipotireoidismo secundário e terciário: TSH baixo, normal ou discretamente aumentado, T4L baixo.

– Na presença de hipotireoidismo é necessário primeiro tratá-lo para depois avaliar outros hormônios somatotróficos.

– Dose de levotiroxina de RN com hipotireoidismo congênito é bem elevada – 10 a 15 mcg/kg/dia no RN, 6 a 8 de 7 a 12 meses, 5-6 de 1 a 5 anos, 3-5 de 6 a 12 anos, 2 a 3 em maiores de 12 anos, 1,6-1,7 em adultos. Problema de não ter suspensão: tem que por em colher e amassar.

– Com o tratamento deve-se observar rápido aumento da velocidade de crescimento e da maturação óssea. Comprometimento da estatura final se relaciona a duração do hipotireoisdimo antes do início do tratamento.

 

 

————————————————————————————————————————

“DISCLAIMER”/ aviso legal: o objetivo dessa página é compartilhar conhecimento médico, visando um público alvo de médicos, pediatras, gastroenterologistas pediátricos, estudantes de medicina. Os conteúdos refletem o conhecimento do tempo da publicação e estão sujeitos a interpretação da autora em temas que permanecem controversos.
A linguagem é composta de linguagem/jargões médicos, uma vez que não visa o público de pacientes ou pais de pacientes. O conteúdo dessa página não pode nem deve substituir uma consulta médica.
As indicações e posologia de medicamentos podem mudar com o tempo, assim como algumas apresentações ou drogas podem ser retiradas do mercado.
Em caso de dúvida relacionada ao conteúdo ou se algum dado incorreto foi identificado, entre em contato!