Manejo Dietético de Crianças com Doenças Neurológicas

29 de novembro de 2019

Manejo Dietético de Crianças com Doenças Neurológicas

  • Crianças com Doenças Neurológicas frequentemente tem problemas gastrointestinais em crianças, principalmente questões relacionadas a função motora oral e Dismotilidade; e o manejo  dietético dessa população de pacientes pode ser extremamente complexo. Dentre crianças com paralisia cerebral, até 92% sofrem de sintomas gastrointestinais graves. Isso pode levar à ingestão calórica insuficiente, com amplo espectro de complicações: gastrointestinais, nutricionais, infecções respiratórias e aspiração crônica,  qualidade de vida ruins para o paciente e cuidador.
  •  A alimentação oral é preferida, quando essa é segura, “sem estresse”  e o tempo de alimentação não é prolongado.  Alimentação enteral é recomendada se o tempo total de alimentação oral excede 3 horas por dia.
  •  O conteúdo energético ideal dos alimentos orais difere de acordo com comprometimento neurologico, mobilidade e outros fatores. Estrategias para aumentar o conteúdo total calorico incluem acrescentar gordura ou óleos, leite em pó seco, creme de leite.
  • A ingestão de fibras deve ser normal para idade. A composição da dieta deve ser discutida com especialistas para modificar texturas e garantir segurança e eficiência ingestão de alimentos.
  • Para lactentes, leite materno ou  fórmula infantil padrão  podem ser usados. Para crianças mais de 1 ano a uma fórmula polimérica padrão (1kcal/mL) apropriada para a idade e incluindo fibra é recomendada. Fórmula de alta densidade energetica (1,5 kcal mL) contendo fibra se baixa tolerância a volume, mas a hidratação deve ser cuidadosamente monitorada.
  •  Se houver disfunção motora oral grave, associado a aspirações pulmonares repetidas, pneumonias, desidratação e / ou eventos com risco de vida,  a alimentação por via enteral deve ser estabelecida precocemente .
  • Em geral, o acompanhamento a cada 1 a 3 meses é suficiente, embora lactentes e  pacientes gravemente desnutridos podem precisar ser vistos mais freqüentemente. As crianças mais velhas podem ser vistas anualmente, quando não ha maiores preocupações/ complicações.
  • A nutrição enteral também é recomendada se o tempo de alimentação estão impactando a reabilitação do paciente.
  • A escolha da fórmula no caso da nutrição enteral depende da idade da criança, dos requerimentos energeticos e modo de acesso enteral (gastrico ou jejunal).
  • O uso de purês de alimentos deve ser usado com cautela para alimentação por sonda gastrica devido a preocupações com adequação nutricional e segurança.
  • Atenção à higiene durante o manuseio da dieta é importante.
  • Para crianças gravemente desnutridas, proteínas (2,0 g/kg/dia) e calorias adicionais (aumento adicional de 20% no consumo de energia) podem ser necessária para o crescimento.
  •  A ESPGHAN (Sociedade Europeia de Gastroenterologia, Hepatologia e Nutrição Pediátrica)  recomenda um teste com fórmulas à base de soro de leite (“whey”) em crianças com intolerância alimentar por atraso no esvaziamento gástrico, porque ha evidencias de que essas formulas reduzam “gagging”/”retching”.
  • A adição de quaisquer nutrientes modulares precisa ser feita com ajuda de um nutricionista ou nutrologo para garantir a composição final  adequada da dieta.
  • Uma combinação de dieta noturna contínua com “bolus” diurnos é preferida para crianças com altas necessidades calóricas ou baixa tolerância ao volume.
  • A alimentação do enteral é recomendada em casos em que a alimentação oral é insegura, ineficiente ou  insuficiente, e deve ser estabelecida preferencialmente antes do desenvolvimento de desnutrição.
  • Gastrostomia colocada endoscopicamente é associada com menor probabilidade de
    complicações. Porem nesm sempre é possivel – por exemplo, escoliose grave distorcendo anatomia pode ser uma contra-indicação a via endoscopica.
  • A cirurgia anti-refluxo não esta indicada de forma rotineira  no momento da gastrostomia. Fundoplicatura de Nissen é recomendada em pacientes selecionados – considerada em casos de falha de terapia médica otimizado para DRGE. São necessárias investigações: Endoscopia digestiva alta, +/- outros exames (exames contrastados, estudos de esvaziamento e pH +/- impedância podem ser indicado) antes da cirurgia para confirmar DRGE e avaliar eventuais complicações. Um dos principais benefícios associar gastrostomia à fundoplicatura é prevenir a aspiração e as complicações respiratórias da alimentação enteral, mas a cirurgia anti-refluxo também pode expor os pacientes a complicações.
  • A alimentação jejunal é recomendada em casos de aspiração por DRGE, vômito refratário, “gagging”/”retching”. Um tubo jejunal precisa ser posicionado distalmente ao ligamento de Treitz para impedir o enchimento retrógrado do estômago. O acesso pode ser fornecido por um tubo nasojejunal, tubo jejunal introduzido através de uma gastrostomia ou
    jejunostomia transcutânea. A combinação de descompressão gástrica via gastrostomia e
    nutrição jejunal simultânea pode ser necessaria em casos de dismotilidade.

 

FONTE: 

Dietetic Management of Children with Neurological Impairments (NI) – The European Society for Paediatric Gastroenterology Hepatology and Nutrition (ESPGHAN)

http://www.espghan.org/fileadmin/user_upload/Education/HCP_Guides/Dietetic_Management_of_Children_with_Neurological_Impairments__NI_._ESPGHAN_Advice_Guide._2019._Ver1..pdf

 

 

————————————————————————————————————————

“DISCLAIMER”/ aviso legal: o objetivo dessa página é compartilhar conhecimento médico, visando um público alvo de médicos, pediatras, gastroenterologistas pediátricos, estudantes de medicina. Os conteúdos refletem o conhecimento do tempo da publicação e estão sujeitos a interpretação da autora em temas que permanecem controversos.
A linguagem é composta de linguagem/jargões médicos, uma vez que não visa o público de pacientes ou pais de pacientes. O conteúdo dessa página não pode  substituir uma consulta médica.
As indicações e posologia de medicamentos podem mudar com o tempo, assim como algumas apresentações ou drogas podem ser retiradas do mercado.
Em caso de dúvida relacionada ao conteúdo ou se algum dado incorreto foi identificado, entre em contato!