Parasitoses por Protozoários

12 de abril de 2020

Parasitoses por Protozoários

Amebiase, Giardiase, Balantidiase, Criptosporidiase, Isosporiase, Ciclosporiase, Blastocistose

 

Amebíase

  • Causada por Entamoeba histolytica (classicamente patogenica e invasiva)
  • Entamoebas são protozoarios flagelados
  • É controverso se a Entamoeba dispar, pouco virulenta, causa doença ou não. É classicamente comensal, podendo colonizar o homem de forma assintomatica. Entranto alguns autores citam a Entamoeba dispar como cause de colite não desinterica. Morfologicamente, Entamoebas hystolitica e dispar são semelhantes.
  • Contaminação pela ingestão de cistos presentes em alimento ou agua.
  • Desencistamento tipicamente ocorre no intestino delgado distal ou colon proximal e os trofozoitos vivem no colon.
  • Pode ocasionar diarreia e disenteria, de  leve a grave.
  • Formas clinicas: ausencia de sintomas; colite não desinterica; colite desinterica; colite necrotizantes; “ameboma” (efeito de massa causa alternação de constipação e diarreia); amebiase extra intestinal – mais comumente em figado, mas tambem pode acometer pulmão, pericaridio, trato genitourinario, cerebro.
  • Diagnostico: presença de trofozoito ou cisto nas fezes (a fresco, Faust ou concentração); sorologia pode auxiliar.
  • Tratamento: Metronidazol (curso de y-10 dias); ou tinidazol (curso de 2 dias); ou secnidazol em dose unica; ou nitazoxanida (curso de 3 dias).

.

Giardíase

  • Infecção no intestino delgado causada pelo protozoário Giardia lamblia.
  • Pela ingestão de água e alimentos contaminados com cistos
  • Trofozoitas se fixam no duodeno, podem causar má absorção  por diferentes mecanismos: podem “atapetar” a mucosa, podem invadir e lesar a mucosa, podem causar atrofia local, diminuir a atividade enzimatica digestiva, desconjugar acidos biliares, favorecer a proliferação bacteriana.
  • Diagnostico pode ser dificil porque PPF tem alto indice de falso negativo. Agudamente ha pouca eliminação de cistos. São recomendadas 3 amostras.
  • Diante de alta suspeita ou franca má absorção, deve-se considerar diagnostico invasivo: Endoscopia com biopsia (ate porque vai precisar fazer o diagnostico diferencial com outras causas de má absorção).
  • Tratamento: semelhante a amebiase: Metronidazol/ tinidazol / Secnidazol / Nitazoxanida.

.

Balantidíase

  • Causada pela protozoário Balantidium coli, um protozoario flagelado
  • Parasita do intestino grosso – sobretudo ceco.
  • Hospedeiro natural do B. coli é o porco – o homem é um hospedeiro acidental
  • Infecção mais comum no meio rural, principalmente cuidadores de suinos
  • Maioria dos casos: assintomatico, mas pode causar colite, sobretudo em pacients desnutridos, sendo relatado casos de enteroragia grave (parasita ulcera o colon/ceco)
  • Diagnostico: PPF identifica cistos ou trofozoitos
  • Tratamento: Tetraciclina; ou Nitazoxanida; ou Metronidazol. Alto indice de cura, praticamente 100%.

 

Criptosporidíase

  • Infecção causada por protozoário coccídeo que parasita o intestino de diversos animais
  • Essa parasitose se tornou mais amplamente conhecida com o surgimento da AIDS, mas tambem infecta imunocompetentes.
  • Infecção: agua ou alimentos contaminados com oocistos  (oocistos sao a forma a forma infectante da criptosporidíase) – ciclo via fecal-oral.
  • Parasita preferencialmente do delgado – lesa enterocitos.
  • Assintomatica na maioria dos imunocompetentes, mas pode causar doença diarreica aguda (diarreia aquosa).
  • Em imunodeficientes: diarreia grave e prolongada, sindrome de  má absorção
  • Complicações incomuns: hepatite, colecistite, colangite, pancreatite.
  • Diagnostico: histologico ou detecção de oocistos nas fezes (Ziehl-Neelsen ou Carbol-Fucsina)
  • Em geral em imunocompetentes, a doença é leve e auto-limitada, não havendo necessidade de tratamento.
  • Imocomprometidos/ imunodeficientes são tratados com nitazoxanida; ou macrolídeos (azitromicina, espiramicina); ou paromomicina.

.

Isosporíase ou Cistoisosporíase

  • Causada pelo protozoário coccídio Cystoisospora belli
  • Como a Criptosporidiase, infecção por agua ou alimentos contaminados com oocistos  (oocistos sao a forma a forma infectante da criptosporidíase) – ciclo via fecal-oral.
  • Ocorrencia mundial, mas sobretudo em areas tropicais e subtropicais.
  • Ciclo fecal oral facilitado se condições de higiene e saneamento básico são precárias
  • Maioria dos pacientes é assintomatico ou tem doença diarreica aguda
  • Pode complicar coma adenite mesenterica (causando quadro clinico de abdome agudo), colecistite acalculosa
  • Diagnostico: histologico ou detecção de oocistos nas fezes (Ziehl-Neelsen ou Kinyoun)
  • Tratamento: Metronidazol; ou Pirimetamina + Sulfadiazina (ou Sulfadoxina); ou Nitazoxanida.

.

Ciclosporiase

  • Infecção causada pelo Cyclospora cayetanensis
  • Uma das causas de  diarreia do viajante (juntamente com outros parasitas, bactérias, ou vírus)
  •  Como a Criptosporidiase, se tornou mais amplamente conhecida com o surgimento da AIDS
  • Infecta e inflama, pode causar diarreia e má absorção, sendo mais frequentemente assintomática em imunocompetentes.
  •  Diagnostico: PPF (microscopia optica, Ziehl-Neelsen, Kinyoun).
  • Normalmente, o tratamento é feito com sulfametoxazol-trimetoprima por 7 dias.

 

Blastocistose

  • Infecção causada pelo Blastocystis hominis, que normalmente é um parasita comensal, cuja presença é muito frequente nas fezes humanas
  • Ha autores que defendem que o Blastocystis hominis não causa infecção em imunocompetentes.
  • Em pacientes imunodeficientes ou imunossuprimidos, pode causar doença de delgado e/ou colon, com apresentação inespecífica: diarreia aguda ou cronica
  • Não ha consenso quanto a melhor forma de tratar: metronidazol; nitazoxanida; iodoquinol.

.

 

.
.
.
Portanto, em resumo…
Mais tipicamente a amebiase apresenta-se como colite, enquanto a giardiase apresenta-se como duodenite.  Ambas sao causadas por protozoarios flagelados e são tratadas com Metronidazol/ tinidazol / Secnidazol / Nitazoxanida. 
Criptosporidiase e Isosporíase ou Cistoisosporíase são causadas por protozoário coccídios, e suas formas infectantes são oocistos. Nitazoxanida é uma das opções de tratamento para ambas.
Ciclosporiase é tratada com sulfametoxazol-trimetoprima.
.
.
————————————————————————————————————————————
“DISCLAIMER”/ aviso legal: o objetivo dessa página é compartilhar conhecimento médico, visando um público alvo de médicos, pediatras, gastroenterologistas pediátricos, estudantes de medicina. Os conteúdos refletem o conhecimento do tempo da publicação e estão sujeitos a interpretação da autora em temas que permanecem controversos.
A linguagem é composta de linguagem/jargões médicos, uma vez que não visa o público de pacientes ou pais de pacientes. O conteúdo dessa página não pode  substituir uma consulta médica.
As indicações e posologia de medicamentos podem mudar com o tempo, assim como algumas apresentações ou drogas podem ser retiradas do mercado.
Em caso de dúvida relacionada ao conteúdo ou se algum dado incorreto foi identificado, entre em contato!