Risco para aneurisma de artéria sistêmica em crianças com doença de Kawasaki

7 de fevereiro de 2020

Risco para aneurisma de artéria sistêmica em crianças com doença de Kawasaki

– Na doença de Kawasaki, a complicação mais comumente reconhecida é o aneurisma de artéria coronária, enquanto que aneurismas de artérias sistêmicas são lesões  incomuns, mas sua triagem, que não  é realizada rotineiramente, pode ser indicada em pacientes de alto risco.

 

– Em um grande estudo chines, pesquisadores avaliaram prospectivamente os desfechos em mais de 1000 crianças com doença de Kawasaki. Dentro de 2 meses do início da doença, as crianças consideradas com alto risco de desenvolver aneurismas de artérias sistêmicas  – aquelas com aneurisma de artéria coronária gigante, progressão do aneurisma de artéria coronária durante o tratamento, ou doença de Kawasaki sem resposta a 2 doses de IVIG – foram examinados com angioRM e/ou angiografia coronariana (para aneurismas de artérias sistêmicas médios ou gigantes).

  • Nesse estudo, aneurismas de artéria coronária foram detectados em 218/1148 crianças (19%).
  • Das 162 crianças examinadas para aneurismas de artérias sistêmicas, esses foram encontrados em 23 crianças (14%), 2% de todas as crianças com Kawasaki; 8 crianças tinham aneurismas grandes, e apenas 4 apresentaram sinais clínicos no exame físico.
  • Entre as crianças com aneurisma de artéria coronária, as que apresentaram aneurismas de artérias sistêmicas tinham menor idade (5 meses vs. 15 meses) e maior duração da febre (12 dias vs. 8 dias).
  • O envolvimento da artéria axilar foi o mais comum, seguido pelo ilíaco comum, braquial, ilíaco interno e subclávia; múltiplas foram afetadas em 91% dos casos de aneurismas de artérias sistêmicas.
  • A resolução dos aneurismas de artérias sistêmicas foi comum: 80% de resolução em 6 meses.

 

 

REFERENCIA:

Zhao Q-M et al. Systemic artery aneurysms and Kawasaki disease. Pediatrics 2019 Nov 15

 

————————————————————————————————————————————
“DISCLAIMER”/ aviso legal: o objetivo dessa página é compartilhar conhecimento médico, visando um público alvo de médicos, pediatras, gastroenterologistas pediátricos, estudantes de medicina. Os conteúdos refletem o conhecimento do tempo da publicação e estão sujeitos a interpretação da autora em temas que permanecem controversos.
A linguagem é composta de linguagem/jargões médicos, uma vez que não visa o público de pacientes ou pais de pacientes. O conteúdo dessa página não pode  substituir uma consulta médica.
As indicações e posologia de medicamentos podem mudar com o tempo, assim como algumas apresentações ou drogas podem ser retiradas do mercado.
Em caso de dúvida relacionada ao conteúdo ou se algum dado incorreto foi identificado, entre em contato!