“Tempo de tela” para crianças?!

21 de agosto de 2017

“Tempo de tela” para crianças?!

 

– Para avaliação de exposição do tempo de tela de uma cirança, deve-se considerar: smartphone, tablet, televisão, computador, notebook – para entretenimento (tempo de tarefas e pesquisas escolares não entra na conta).

– A maioria das crianças acaba tendo contato com esses equipamentos nos primeiros meses de vida.

– É extremamente importante estabelecer limites no uso dos eletrônicos.

– A recomendação anterior da Academia Americana de Pediatria (AAP) era de zero contato com as telas antes dos 02 anos, no máximo duas horas diárias após essa idade. ós essa idade.

– Recomendação atual considera as seguintes faixas etárias:

  • Menores de 2 anos:segue a recomendação de nenhuma exposição diária às telas.
  • 2 a 5 anos: uso limitado a uma hora por dia.
  • 6 anos e mais: cabe aos pais determinar a quantidade de tempo, com monitoramento dos conteúdos de acesso.

 

– Recomendações gerais para os pais: promover ao menos uma hora diária de brincadeiras e atividades que façam a criança se movimentar, priorizar atividades criativas e brincadeiras que promovam a interação, deixar claro a criança o limite de uso diário de cada equipamento com tela, não instalar nem permitir acesso a equipamentos no quarto da criança, não permitir acesso próximo do sono ou para colocar criança para dormir, desencoraje o uso de equipamentos enquanto a criança faz outras atividades, estabelecer momentos “livre de telas” em família, conversar sobre bullying virtual com a criança e orientar perigos da internet.

 

 

————————————————————————————————————————

“DISCLAIMER”/ aviso legal: o objetivo dessa página é compartilhar conhecimento médico, visando um público alvo de médicos, pediatras, gastroenterologistas pediátricos, estudantes de medicina. Os conteúdos refletem o conhecimento do tempo da publicação e estão sujeitos a interpretação da autora em temas que permanecem controversos.
A linguagem é composta de linguagem/jargões médicos, uma vez que não visa o público de pacientes ou pais de pacientes. O conteúdo dessa página não pode nem deve substituir uma consulta médica.
As indicações e posologia de medicamentos podem mudar com o tempo, assim como algumas apresentações ou drogas podem ser retiradas do mercado.
Em caso de dúvida relacionada ao conteúdo ou se algum dado incorreto foi identificado, entre em contato!